TST e CSJT lançam Novo Painel do Advogado no PJE  Jusdecisum Informativo Jurídico

14/09/22 – O Tribunal Superior do Trabalho (TST) e o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) lançaram oficialmente, nesta terça-feira (13), a nova versão do Painel do Advogado 2.0 no Processo Judicial Eletrônico (PJe). Entre as melhorias, destacam-se novas telas, nova visualização dos processos, possibilidade de inclusão de outros advogados na solicitação de habilitação e agrupador para processos arquivados.

O sistema também vai permitir filtrar e processos e identificar facilmente os processos do Juízo 100% Digital. As funcionalidades incluem, ainda, painel de gerenciamento de perícias, possibilidade de criar modelos de petições, nova consulta a pautas de audiências e sessões exclusivas do advogado e ferramenta para inscrição em sustentação oral.  

Na abertura da solenidade, transmitida ao vivo pelo canal oficial do CSJT no YouTube, o presidente da Corte, ministro Emmanoel Pereira, fez questão de relembrar o processo de construção das novas funcionalidades. “Lembro-me bem de uma das primeiras reuniões que fizemos, logo no início da nossa gestão, de modo on-line, com seis advogados que aqui estão”, assinalou. “A ideia foi muito bem aceita, e cada um partiu com um desiderato comum que era melhorar a vida do jurisdicionado e, sobretudo, do advogado no âmbito do PJe”. 

O ministro Alexandre Agra Belmonte, coordenador do Comitê Gestor do PJe/JT e do Comitê de Governança de TI do TST, também destacou que a ferramenta resultou de um processo de escuta qualificada dos usuários, em especial dos advogados. “Colocamos em prática um conceito conhecido como ‘Total Experience’ ou Experiência Total, estratégia para criar experiências compartilhadas superiores ao público interno e externo, amparadas em tecnologias mutuamente benéficas. É uma tendência no mundo corporativo”, afirmou.

Melhorias

O coordenador nacional executivo do PJe, juiz Fabiano Pfeilsticker, conduziu um webinar para detalhar as novidades do novo painel. Ele reforçou que várias demandas apresentadas pelos advogados já estavam sendo trabalhadas pelo Grupo Nacional de Negócios do PJe. “Penso que, com essa primeira entrega do painel, já haverá uma revolução na vida do advogado. Mas já temos mapeadas outras ações, para implementá-las em breve”, disse.

Ao citar as melhorias, Fabiano Pfeilsticker afirmou que o PJe na Justiça do Trabalho atingiu um estágio em que consegue ter vida própria. “O nosso PJe é, hoje, bem diferente do sistema do CNJ”. Ele enfatizou que foram corrigidos vários defeitos observados em versões anteriores e que vinham incomodando o usuário. Para isso, baseou-se em quatro fundamentos: segurança, usabilidade, acessibilidade e desempenho. “Ainda não atingimos a excelência em alguns pontos, mas, com esses pilares, estamos caminhando fortemente para esse sentido”, concluiu. 

As novidades apresentadas no evento foram testadas e validadas por diversas comissões, associações e instituições, entre elas o Grupo Nacional de Negócios do PJe, o Grupo de Negócios do PJe do TST, a Coordenadoria Técnica do Processo Judicial Eletrônico (CTPJe), Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (Abrat) e a OAB nacional. 

(RT/CF)