Nubank: Banco oferece novo cartão não pré-pago; veja

-

- Publicidade -

Nos últimos dias, a Nubank está movimentando o mercado financeiro no quesito cartão. Isso porque, a fintech anunciou um novo cartão para desbancarizados e negativados.  A novidade ainda permite que o cliente adicione limite e escolha o quanto quer gastar.

Além da euforia de quem aguardava esse momento, as informações disponibilizadas a murado do cartão trouxe várias dúvidas. O maior questionamento é, se o cartão é pré-pago, débito ou de outra modalidade. Com isso, a Nubank teve que esclarecer os critérios da novidade utensílio.

Novo cartão Nubank não é pré-pago

O uso do novo cartão funciona da seguinte maneira: o cliente deposita uma quantia na utensílio para utilizar uma vez que limite em compras parceladas ou assinaturas, sem a urgência de fazer outras recargas. A novidade funcionalidade é parecida com a CDB + Limite de Crédito, oferecida pelo Banco Inter. Por isso, não é um cartão pré-pago.

O banco do dedo disponibiliza um cartão com limite inicial de R$ 0, que será confuso de negócio com o valor do deposito feito pelo usuário, para ser utilizado em compras no crédito. Se o libido do cliente é gastar R$ 1.000, é necessário um repositório equivalente na conta do Nubank, por exemplo.

- Publicidade -

No que se refere à diferença do cartão pré-pago para o novo cartão Nubank, é a possibilidade de parcelamento durante as transações, além do resgate da quantia anteriormente depositada, que não foi utilizada. Pois, o valor incluído na utensílio funciona uma vez que limite ao invés de saldo, similar aos cartões pré-pagos.

Segundo Cristina Junqueira, a cofundadora da fintech, o cartão possibilitará que mesmo aquelas pessoas que tenham score ordinário ou nome sujo tenham aproximação novamente ao crédito, de forma consciente e ser ricos de aumentar o débito no mercado.

“Queremos dar a chance desses clientes que não estão hoje totalmente inseridos no sistema financeiro de ter uma experiência de pagamento a prazo com menos risco de endividamento”, detalha Cristina. “Em seguida algumas faturas e conhecendo mais dos hábitos de crédito deste cliente, conseguiremos oferecer limites de créditos pré-aprovados até que eles conquistem um valor que atenda suas necessidades.”

- Publicidade -

Compartilhe

Recent comments