Morre Antonio José Barbosa da Silva, ex-presidente da OAB Niterói

Morreu na noite de quarta-feira (29), aos 84 anos, o ex-presidente da OAB Niterói, AntonioJosé Barbosa da Silva. Internado no Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), ele lutava contra um câncer há seis anos. Toninho, como era conhecido pelos colegas, também era jornalista e ex-colunista de “O Fluminense” e trabalhou no Diário de Notícias. Ele deixa a esposa, a juíza Maria Bernadete Miranda Barbosa da Silva, quatro filhos, netos e bisnetos.

Sempre em busca pela valorização, respeito e melhores condições de trabalho para os advogados, Antonio José esteve à frente da OAB Niterói por 12 anos, deixando um grande legado, como a revitalização do prédio da entidade em Niterói, criando e modernizando novos espaços e salas e a criação de seis Salas dos Advogados nos fóruns: Trabalhista, Federal, Especial Federal, Estadual e de Pendotiba, além das varas cíveis. Durante a sua carreira, ele também comandou a Associação Fluminense de Advogados Trabalhistas (Afat) em três oportunidades.

A ampliação da Escola Superior de Advocacia, o projeto Saúde Itinerante, que foi reproduzido por seccionais e subseções do país, com atendimento de mais de 9 mil advogados, além do Núcleo Atendimento à Mulher Vítima da Violência Doméstica também estão no seu currículo.

Nascido em Santa Maria Madalena, no Estado do Rio de Janeiro, escolheu Niterói para morar e atuar. Sua história jamais será esquecida não só pelos advogados de Niterói, mas de todo o país. Em reconhecimento à sua atuação, Antonio José Barbosa recebeu 103 homenagens, entre placas, troféus, moções e medalhas, ao longo de suas quatro vitoriosas gestões, oferecidas pelas mais diversas instituições.

O presidente da OAB Niterói, Pedro Gomes, decretou hoje luto de três dias pelo falecimento do ex-presidente da entidade. Por meio de nota, ele homenageou o amigo:

“Sinto grande pesar ao saber do falecimento do querido Toninho, advogado de longa carreira, exemplo para tantos outros mais novos, como eu. Aprendi muito com ele, colhi muito os seus conselhos, tanto para minha vida profissional quanto pessoal, e até mesmo para minha atuação na Afat e agora como presidente da OAB Niterói, cargo que muito me honra por ter sido exercido por ele por quatro mandatos consecutivos. Sua competência profissional e sua habilidade política sempre foram reconhecidas. Sua simpatia e acolhimento a todos os advogados, até mesmo com respeito aos da oposição, era uma marca indiscutível! Já está fazendo grande falta a todos nós, que pudemos ter o privilégio de sua convivência. Ofereço meu consolo, especialmente, a sua esposa, filhos, netos e bisnetos.”, declarou

Através das suas redes sociais, o prefeito de Niterói, Axel Grael, também prestou homenagens ao advogado e disse que vai decretar luto de três dias na cidade: “Vi há pouco a notícia. Muito triste. Uma figura muito querida na cidade. Transmita a toda a categoria e à equipe da OAB as nossas condolências e solidariedade. Vou decretar luto oficial no Município”.
Em nota, a OAB do Rio decretou luto oficial de três dias pela morte do advogado.
E nota, a OAB do Rio também decretou luto oficial de três dias pela morte do advogado.

“Sofremos uma enorme perda, estamos todos consternados. É uma referência para a advocacia trabalhista, para a advocacia de Niterói e para a advocacia do Estado do Rio de Janeiro. Tive a honra de conviver bastante com o Toninho, especialmente no período em que presidi a OAB/Barra da Tijuca, tempo em que ele estava à frente da subseção niteroiense. Em nome de toda a classe, presto solidariedade à família, aos amigos e colegas”, afirmou o presidente da Seccional, Luciano Bandeira.

O velório está marcado para esta quinta-feira, dia 30, no Cemitério Parque da Colina, em Pendotiba, das 13h45 às 15h45.