MIGALHAS nº 5.052

-

- Publicidade -

Quarta-Feira, 3 de março de 2021 – Migalhas nº 5.052.
Fechamento às 08h32.


Registro

Migalhas anuncia que, a partir de hoje, conta com mais um Apoiador:

(Clique cá)


“A espírito da gente é uma moradia assim disposta, não vasqueiro com janelas para todos os lados, muita luz e ar puro. Também as há fechadas e escuras, sem janelas, ou com poucas e gradeadas, à semelhança de conventos e prisões. Outrossim, capelas e bazares, simples alpendres ou paços suntuosos.”

- Publicidade -

Machado de Assis

Lar e espírito

A 6ª turma do STJ decidiu que o ingresso de policiais em residência de suspeitos deve ser feito com enunciação assinada pela pessoa que voluntariamente autorizou a ingressão dos agentes. Ou por outra, a operação deve ser registrada em áudio e vídeo e preservada tal prova enquanto insistir o processo. O colegiado fixou o prazo de um ano para que os Estados façam o aparelho e treinamento das polícias e demais providências necessárias para adaptação. (Clique cá)

- Advertisement -

Cidadania

Em extenso voto no julgamento da migalha anterior, o relator, ministro Rogerio Schietti, ressaltou que não é mais provável concordar que residências sejam devassadas simplesmente por uma denúncia anônima. Schietti considerou fundamental fixar limites da ação estatal, “não para proporcionar o violação, mas para proporcionar a cidadania”. (Clique cá)

Repouso com pundonor

A sessão da 6ª turma do STJ foi repleta de surpresas. Na preâmbulo dos trabalhos do colegiado, ministro Nefi Cordeiro deixou os colegas embasbacados. S. Exa. anunciou o pedido de aposentadoria. O ministro, que tem 57 primaveras, ainda poderia permanecer 18 anos no STJ, quando só logo seria pego pela compulsória. O expedido foi uma surpresa até para os integrantes da turma. (Clique cá)

- Publicidade -

Nefi Cordeiro

Na nota anterior, o título fala em ociosidade, relembrando o brocardo latino (otium cum dignitate). Mas é evidente que o ministro, ainda no verão da existência, continuará a contribuir com o Recta pátrio. Aliás, deve-se cá louvar a qualidade jurídica de S. Exa., que honrou a toga nas décadas em que exerceu a magistratura. A subida Direção de Migalhas já esteve com o ministro em algumas situações, nas quais pôde testemunhar, além da qualidade técnica do magistrado (seus votos estão aí para provar), o apanágio humano do juiz, coisa que tem, a nosso ver, mais valor do que o saber. Ministro Nefi é daqueles que sabem e, por saber, não precisa provar conhecimento. Tal particularidade faz com que aflore o lado simples, humilde e gentil, atributos imprescindíveis para um magistrado, sobretudo um que lida com o intrínseco do ser humano, que é o juiz criminal. Aguardamos, ansiosos, para poder seguir os novos rumos que irá tomar o ministro, os quais certamente serão iluminados. O jurisdicionado só tem uma coisa a expressar: obrigado, ministro.

Indicação

Com a saída do ministro Nefi, será ensejo mais uma vaga na Golpe para Bolsonaro indicar. Com efeito, há a vaga ensejo do ministro Napoleão Nunes Maia, que se aposentou em dezembro, e agora a do ministro Nefi. Ambas são destinadas a integrantes dos TRFs. Há alguns dias o Tribunal disse que a vaga será preenchida com votação presencial, de modo que isso vai ocorrer, quando muito, no segundo semestre. As duas vagas serão preenchidas, provavelmente, de modo simultâneo. Far-se-á uma lista unicamente, ou com quatro nomes de desembargadores Federais, ou com seis, para o presidente da República escolher dois.

Convocação

Enquanto as vagas não são preenchidas, o Tribunal convoca desembargadores. No caso da vaga deixada por Napoleão, diz-se que será convocado o desembargador do TRF da 5ª região, Manoel de Oliveira Erhardt.

Inexorável

É preciso lembrar que há ainda mais uma vaga certa para Bolsonaro nomear, que é a do ministro Felix Fisher, cuja aposentadoria será em 2022. Neste caso, embora o ministro seja oriundo do parquet, por rodízio a vaga é destinada à OAB.

Vacinação

Ainda na 6ª turma, um momento a ser comemorado. O ministro Schietti não escondeu a emoção ao narrar que seus pais haviam tomado a segunda ração da vacina contra o coronavírus. “Em um momento em que o Brasil, infelizmente, ainda discute se vacina são eficazes, se máscaras devem ser usadas, se restrições sociais são efetivas, para mim, pessoalmente, é motivo de fôlego ver pessoas tão queridas próximas estarem imunizadas por acreditarem na ciência.” (Clique cá)

A propósito

Brasil registrou ontem o falecimento de 1.726 conterrâneos por conta da covid-19. Porquê se trata de saúde pública, e uma vez que elegemos pessoas para cuidar do povo (pessoas que se candidatam para isso), é procedente e esperado que estas figuras apareçam para expressar o que está sendo feito nessa seara. Mas qual o quê. O presidente da República ignora solenemente o que está acontecendo. Finge que não é com ele. E dá-lhe cloroquina.

Para além do “Quadrilhão do PP”

O julgamento dos parlamentares do PP, ontem na 2ª turma do STF, deu o que falar. Além de provar mais uma guia para a Lava Jato, ele serve de limite para os próximos.

“Desdenunciado”

O presidente da Câmara, Arthur Lira, não é mais réu por suposta prática de organização criminosa, no caso do “Quadrilhão do PP”. A decisão é da 2ª turma do STF, contra decisão da 2ª turma do STF. Isso mesmo, o colegiado rejeitou a denúncia, a qual tinha sido recebida em 2019. (Clique cá)

Assento acentua diferença

A explicação para a mudança de entendimento da turma tem nome e dois sobrenomes: Kassio Nunes Marques. Com efeito, e isso é muito geral nos colegiados, a modificação mais significativa se deu com a ingressão do novo ministro. Em 2019, o predecessor, Celso de Mello, votou por receber a denúncia; em 2021, Nunes Marques votou por rejeitá-la. (Clique cá)

Delação

A denúncia do caso narrado nas migalhas anteriores foi oferecida em 2017, ou seja, antes da lei anticrime (13.964/19), que proibiu o recebimento de denúncia baseada unicamente na termo do delator. Os ministros consideraram que a denúncia contra os congressistas foi apresentada com base unicamente em delações e, aplicando a lei retroativamente, rejeitaram-na. (Clique cá)

Prenúncio

No caso anterior, ministro Gilmar Mendes aproveitou para mais uma vez criticar a Lava Jato. Gilmar leu trecho das mensagens vazadas que mostram que os procuradores definiam o “timing” ideal para propor a denúncia contra o PP e o PT. “Adoro espancar em espancar em todos, mas em um de cada vez rs”, teria dito o antes intocável Deltan. (Clique cá)

A dogmática penal latino-americana

O IDP – Instituto Brasiliense de Recta Público realizou lição magna de preâmbulo dos cursos de pós-graduação em Recta com o tema “A dogmática penal latino-americana”. Para palestrar sobre o tópico, o Instituto convidou o magistrado Eugenio Raúl Zaffaroni, que já foi ministro da Suprema Golpe Argentina. O jurista tratou de assuntos uma vez que superlotação das prisões na América Latina; autocontenção do Judiciário no sistema punitivo; a perseguição política pelo Judiciário e a “patologia institucional” de servidores que pulam do Judiciário para a política. Confira os trechos expressamente selecionados por Migalhas. (Clique cá)

Terras indígenas

Ministro Barroso determinou que a PGR e a PF apurem – nas esferas cível e criminal – indícios da tentativa de comercialização de terras indígenas protegidas na Amazônia. A decisão se baseia em documentário veiculado pela BBC News, na semana passada. (Clique cá)

Renda básica

Ministro Marco Aurélio, em julgamento virtual, defendeu que a lei 10.835/04, que implementa a renda básica de cidadania, seja regulamentada em até um ano pelo governo Federalista. “A inércia do Executivo em editar decreto a concretizar recta versado na lei 10.835/2004 prejudica diretamente a cidadania, ao inviabilizar o tirocínio de liberdades públicas e privadas e nega o mínimo existencial, a revelar indignidade”, destacou. (Clique cá)

Renda básica – II

O posicionamento narrado na migalha supra foi proferido no contextura do MI 7.300. O caso está sendo analisado em plenário virtual e os ministros têm até sexta-feira para votar. Ninguém além do relator se manifestou até o momento. (Clique cá)

Opinião

Delfim Netto: “A tempestade perfeita já se forma no horizonte, com a elevação dos juros longos cá e lá fora. Junte-se a isso as ameaças de intervenções pelo presidente nos preços de mercado e nossa vocação de puxar os ajustes sempre para depois, temos a receita para o sinistro.”

Reforma eleitoral

Encontram-se em tramitação na Câmara projetos de lei para um novo Código Eleitoral e para um inédito Código de Processo Eleitoral. Observando que a atual legislação, em muitos aspectos, afasta o eleitorado da política, Marcelo Certain Toledo (Malheiros, Penteado, Toledo – Advogados) destaca quais pontos são fundamentais para possuir o engajamento do eleitorado e o excitação com a política. (Clique cá)


Tô de olho em você

Justiça de SP proíbe um pai que frequenta festas clandestinas durante a pandemia de visitar o rebento de unicamente cinco meses de idade. (Clique cá)

Tô de olho em você – II

Ao sentenciar o caso narrado supra, a magistrada Paula Lopes Gomes foi dura: “Por cautela, considerando a manente presença do requerido em eventos, contrariando a recomendação dos órgãos de saúde, já que estamos em meio a uma pandemia, suspendo as visitas do pai. Para conviver com seu rebento, que tem menos de um ano de idade, o requerido deverá adotar comportamento condizente ou esperar a melhoria das condições sanitárias.” (Clique cá)

Vacinação

Câmara aprova PL que autoriza a compra de vacina pela rede privada, Estados e municípios. Texto segue para sanção. (Clique cá)

Vacinação – II

Senado aprova a MP 1.026/21, que facilita a compra de vacinas contra a covid-19. O texto, que segue agora para sanção, dispensa licitação e estabelece regras mais flexíveis para a compra de insumos e serviços necessários à imunização contra a doença. (Clique cá)

#ficaadica

Se os gestores dos Estados e municípios não quiserem ser presos daqui a pouco, é bom fazer tudo com a máxima transparência. Há muita malandrice circulando nesse negócio de vacina.

Desconto em aluguel

TJ/SP reverte decisão que concedeu desconto em aluguel de uma papelaria localizada no Ribeirão Shopping, no interno de SP. Para o colegiado, o empreendimento não pode arcar sozinho com os prejuízos causados pela covid-19. Os advogados Sérgio Vieira e Marcos Rolim (Lobo & Lira Advogados) patrocinam a justificação. (Clique cá)

Liderança feminina

Diretora jurídica do Opportunity, Danielle Silbergleid enxerga que as graves consequências da pandemia trouxeram para superfície a habilidade feminina para liderar, exatamente, em momentos de crise. (Clique cá)


Novo Apoiador

O escritório Bocater Advogados iniciou as atividades em 1999 com foco em Recta Societário e Mercado de Capitais, passando, em seguida, a ter possante atuação também na superfície Regulatória de Fundos de Pensão. Além da subida especialização em tais áreas, hoje o escritório possui atuação em outros ramos do Recta Empresarial, incluindo Contencioso e Arbitragem, Administrativo, Bancário, Cível, Trabalhista, Imobiliário, Tributário, Governança Corporativa, Securitário, Recta da Força, Recta Educacional e Regulação. O escritório congrega advogados com sólida formação acadêmica e conhecimento especializado em seus segmentos de atuação, de modo a formar equipes aptas a prestar uma assistência jurídica que corresponda às expectativas de seus clientes, tanto no contextura da consultoria quanto no do contencioso. Com escritórios localizados em SP e no RJ, conta também com o suporte de um escritório em Brasília, voltado para o seguimento dos diversos processos administrativos e judiciais de interesse de seus clientes, o qual dá suporte no relacionamento com as diversas agências e órgãos do governo Federalista. O compromisso fundamental da mesa é prestar a seus clientes um serviço de subida qualidade técnica, com um padrão de atendimento ético e profissional, que apresente soluções práticas e objetivas para as questões que lhe são submetidas. Clique cá e conheça o novo Apoiador do Migalhas, que é reconhecidamente um escritório de primazia no meio jurídico.


Apoiadores

Clique cá para saber os festejados escritórios de advocacia e departamentos jurídicos que são Apoiadores de nosso poderoso rotativo Migalhas


Consonância extrajudicial

TRT da 2ª região reformou decisão e homologou o consonância extrajudicial totalidade entre a financeira BV e um funcionário para pôr termo ao contrato de trabalho. No entendimento do colegiado, a realização de consonância instintivo entre as partes deve ser estimulada e interpretada uma vez que o verdadeiro caminho para a pacificação social tão almejada por todo o Poder Judiciário. (Clique cá)

Concurso público

Candidato ratificado em concurso que não compareceu para o tirocínio do função posteriormente convocação unicamente no DOU, será convocado novamente para escolha de vaga e nomeação. Decisão é do juiz de Recta Murillo D’Avila Vianna Cotrim, da 2ª vara do Juizado Privativo da Rancho Pública. A mesa Agnaldo Bastos Advocacia Especializada atua pelo candidato. (Clique cá)

Penal

A 2ª câmara Criminal do TJ/MT trancou ação penal contra a empresária Mônica Marchett, acusada de mandar matar dois irmãos. Em 2018, a mulher recebeu sentença de impronúncia, porém o MP requisitou o destrancamento da ação sob a alegado de provas novas, pedido que não foi atendido pelo colegiado. O jurisconsulto Daniel Gerber, da mesa Daniel Gerber Advogados Associados, atua pela empresária. (Clique cá)

Carteira do dedo

Desde setembro de 2019, a Carteira Do dedo de Trabalho passou a substituir o documento físico. Na estudo da advogada Andressa Tranquilidade, do escritório Aparecido Inácio e Pereira Advogados Associados, a segurança nas informações e economia de tempo são alguns dos fatores positivos da carteira de trabalho do dedo. Veja, clique cá.


Migalhas

O lugar para ver e ser visto é !


Porandubas políticas

Fazendo uma estudo sobre a mudança de parâmetros na graduação de costumes e valores humanos, Gaudêncio Torquato também aborda questões uma vez que Estado Totalitário, globalização e solidariedade. (Clique cá)

Migalhas Notariais e Registrais

Saiba mais uma vez que fica a responsabilidade social do tabelião no caso da prática de atos eletrônicos, com Hercules Alexandre da Costa Benício. (Clique cá)

Meio de campo

Na poste de hoje, o jurisconsulto José Francisco C. Manssur resgata a história vitoriosa do Vasco da Gama e sugere caminhos para que o clube carioca volte a ser grande no projecto do futebol. (Clique cá)


Gramatigalhas

O leitor Ricardo Dalmaso Marques envia à poste Gramatigalhas a seguinte mensagem:

“Encontrei em publicação específica o trecho ‘no mais tardar na primeira semana de fevereiro’, mas acho que o correto é ‘o mais tardar’, porque acredito que não existe ‘no mais tardar’. Aguardo o pronunciamento do ilustre rabi”.

Se você também quer saber o que o Dr. José Maria da Costa pensa a esse reverência, logo clique cá.

Manual de Redação Jurídica

Atendendo a incontáveis pedidos, chegou uma novidade tiragem da 6ª edição do “Manual de Redação Jurídica“, de autoria do professor e colunista migalheiro José Maria da Costa. Garanta o seu indispensável réplica. (Clique cá)

Ebook

Mais de 2.800 respostas a dúvidas de leitores em um clique! Adquira agora a versão do dedo do “Manual de Redação Jurídica“. É só clicar cá!


Eventos online – A hora é agora!

Pontos polêmicos dos 5 anos de vigência do CPC/15“, dia 5/3, das 9 às 12h. (Clique cá)

O novo sistema de falências brasílio“, dia 18/3, das 9 às 12h30. (Clique cá)


Responsável Vip Migalhas

Se já era bom ser migalheiro, agora ficou ainda melhor. Você já conhece a seção Responsável Vip Migalhas? Agora você pode ter seu perfil de responsável em posição de destaque no maior portal jurídico do país. Clique cá e confira mais detalhes.


Caducidade

O Tribunal de Justiça da UE conferiu novidade tradução ao instituto da caducidade de marcas ao julgar o leading case “Testarossa” da Ferrari. Veja a estudo completa por Eduardo Helaehil e Felipe Lisboa Meiler (Salusse, Marangoni, Parente e Jabur Advogados), especialistas em propriedade intelectual. (Clique cá)

Processual

Quais são os limites processuais ao negócio jurídico? O debate é posto pela advogada Gabriella Viezzer Molina, da Advocacia Sandoval Fruto. (Clique cá)

Recuperação judicial

O jurisconsulto Scilio Faver, do escritório Vieira de Castro, Mansur e Faver Advogados, expõe a inconstitucionalidade do art. 6º-A da lei 11.101/05, que proíbe que empresas em recuperação judicial possam repartir lucros aos seus sócios, durante o processo de recuperação. (Clique cá)

Jornada de trabalho

O debate sobre o controle de jornada por aparelhos móveis se tornou mais relevante às relações de trabalho, principalmente em meio à pandemia. Beatriz Tadim Roble e Vitor Caputo Coelho, do escritório Petrarca Advogados, abordam o tema. (Clique cá)

Saúde

Do escritório Jacó Coelho Advogados, o jurisconsulto Rotieh Machado Roble aborda os preceitos legais quando se trata de medicamentos ou tratamentos experimentais. (Clique cá)

Planos de saúde

O juiz Luiz Mário Moutinho (Instituto Luiz Mário Moutinho) escreve sobre a saúde suplementar e a derrogação judicial da ANS. Para o responsável, é evidente que “poderemos ter um colapso atuarial, financeiro ou econômico do sistema de saúde suplementar”. (Clique cá)

“O tempero principal”

O jurisconsulto Haroldo Malheiros Duclerc Verçosa, do escritório Duclerc Verçosa Advogados Associados, traz um interessante texto literário que conta a história de um colega peculiar, Lourival, e seu paixão pela música. Confira. (Clique cá)


Apoiadores

Clique cá para saber os festejados Apoiadores de Migalhas


Compramos seu rogatório!

precatorios.migalhas.com.br


WhatsApp Migalhas

Receba notícias direto no seu celular.

Clique cá para se cadastrar.


Novo sócio

O escritório Lobo de Rizzo Advogados anuncia a chegada à sociedade de Maurício Reis, que integrará a superfície Trabalhista. (Clique cá)

Pique-pique

Aos aniversariantes migalheiros do dia, enviamos nosso amplexo. E o fazemos em nome do ilustre ministro jubilado Paulo Benjamin Fragoso Gallotti, do STJ, que assiste hoje às comemorações de seu natalício. (Compartilhe)

Baú migalheiro

Em 3 de março de 1904, há 117 anos, foi aprovada, pelo Congresso de Deputados da Espanha, a lei do folga dominical, que proibia o trabalho aos domingos. Na quadra, o decreto foi considerado uma conquista para a justificação dos direitos dos trabalhadores. Durante o século XIX, o país havia suprimido as leis medievais baseadas em preceitos religiosos que proibiam o trabalho aos domingos. O novo decreto foi fruto de uma discussão que durou anos. A proposta havia sido apresentada pela primeira vez no congresso espanhol em 1890. Atualmente a proibição de trabalhar aos domingos não está mais em vigor na Espanha. (Compartilhe)


Sorteio

Organizado por Raphael Miziara, o e-book “Retrospectiva Trabalhista 2020“, da Thomson Reuters – Revista dos Tribunais, traz os principais julgados do STF, TST e STJ de interesse trabalhista, muito uma vez que referência aos principais atos normativos editados no ano. Quatro migalheiros serão premiados com a versão do dedo. (Clique cá)

Novidades

No próximo dia 15, “Dia Mundial do Consumidor”, às 18h, o jurisconsulto Júlio César Hidalgo lança a obra “Código de Resguardo do Consumidor para Crianças em Quadrinhos”. (Clique cá)

Confira já as indicações de leituras jurídicas do jurisconsulto Marcelo Abelhão Rodrigues, sócio da mesa Cheim Jorge & Abelhão Rodrigues Advogados Associados. (Clique cá)

No livro-lido, você ouve trechos de livros jurídicos dos seus autores favoritos! Confira trecho do livro “Acidentes de Trânsito – Responsabilidade e Reparação“, da Editora Judiciario. O responsável Arnaldo Rizzardo seleciona secção do capítulo relativo à responsabilidade e ao indumentária de terceiro nos acidentes de trânsito. (Clique cá)

Pode o magistrado, de ofício, transmudar a prisão em flagrante em preventiva? Na pílula criminal, o responsável da Editora Mizuno, Luiz Fernando Pipino, aborda o tópico. (Clique cá)

Lançada a 3ª edição da obra “Recuperação de Crédito“, de Gilberto Gomes Bruschi, novidade da Thomson Reuters – Revista dos Tribunais. Adquira já! (Clique cá)

Migalhíssimas

Hoje, das 13 às 14h, Izabela Rücker Curi (Rücker Curi Advocacia e Consultoria Jurídica) participa do webinar “Economia Do dedo no Brasil”, promovido pela Global Chamber Joinville. Ela vai abordar a “LGPD e a tecnologia Blockchain no cenário econômico atual”, ao lado de renomados convidados ligados ao setor empresarial. (Clique cá)

A advogada Rosely Cruz (Cruz, Gregolin e Amaral Sociedade de Advogados), por meio do IBAJUD, organiza o “I Summit #porElas”, que acontece no “Dia internacional da Mulher”, 8/3. O evento reunirá mulheres de peso e irá promover uma reflexão sobre as conquistas das mulheres e as ações sobre as desigualdades que ainda não foram superadas. Toda arrecadação será destinada ao Instituto Cia dos Sonhos. (Clique cá)

Nos dias 18 e 19/3, o Instituto Internacional de Estudos de Recta do Estado, presidido por Fábio Medina Osório (Medina Osório Advogados), promove um seminário internacional em homenagem ao catedrático Tomás Ramón Fernández. O encontro de Recta Administrativo reunirá pensadores de sete nacionalidades em um tributo à trajetória deste catedrático, que é um dos mais importantes administrativistas da Europa. (Clique cá)

Reis Advogados lança neste mês o “Reis Masterclass”, projeto que irá compartilhar conhecimento sobre o Recta. A primeira lição já está disponível no conduto do escritório no YouTube e trata do tema “Recuperação Judicial”. (Clique cá)

Raphael Miranda Advogados recebeu o reconhecimento do “Chambers Global 2021”, na superfície de Seguros. O sócio-fundador Raphael Miranda também foi reconhecido uma vez que destaque em Seguros. O guia ressaltou a atuação do sócio titular por meio do reconhecimento dos entrevistados uma vez que um “profissional qualificado que se concentra em facilitar os segurados em disputas de seguro e resseguro”, muito uma vez que “hábil, versátil e matraqueado do recta social, do seguro e do recta processual, oferecendo a assessoria contenciosa que o cliente deseja”.

Paridade

No dia 8/3, a partir das 9h, a ABDCONST – Liceu Brasileira de Recta Constitucional irá debater sobre paridade no “Dia Internacional da Mulher” em evento online, gratuito e com certificado. A ministra Cármen Lúcia é uma das conferencistas já confirmadas. Inscreva-se! (Clique cá)

Empoderamento feminino

No dia 11/3, às 10h, a Thomson Reuters Brasil realiza o webinar online e gratuito “Recta, Liderança e Empoderamento Feminino”. (Clique cá)

Gestão pública

A AASP realiza o webinar “Melhores práticas de negociação em gestão pública e privada – Agenda 2030”, dia 11/3, às 10h. (Clique cá)

Software de gestão jurídica

Dia 12/3, das 19 às 21h, a Radar – Gestão para Advogados realizará a 2ª edição do curso de “Software de Gestão Jurídica – Porquê Escolher, Configurar e Fomentar”. Samantha Albini ensinará uma vez que escolher o software de gestão jurídica adequado as suas necessidades ou confirmar se o que você possui realmente é o melhor. (Clique cá)

Financiamento de projeto

A LEPHS traz o curso “Financiamento de Projetos: Perspectiva Internacional e Pátrio (BNDES)” para quem precisa compreender a dinâmica de financiamento de projetos pela perspectiva pátrio e internacional. Com aulas modulares, André Castro Roble e Caio Cesar Figueroa trazem uma visão abrangente das estruturas, estudo de risco e todo o conceitual para viabilizar aprovação de projetos em diversos âmbitos. (Clique cá)

Controle de processos

A legaltech EasyJur firma parceria com a CAAPR e a OAB/PR para disponibilizar seu sistema de controle de processos para todos os profissionais de Recta regularmente inscritos na OAB/PR. O software oferece vantagens, uma vez que o seguimento de processos, audiências e honorários. Ou por outra, reduz em até 80% as tarefas repetitivas do dia a dia dos advogados e de todo o backoffice jurídico. (Clique cá)

Entrevista

Em uma série de entrevistas, no projeto denominado “20′ com BuscaJur“, o BuscaJur apresenta seus parceiros. Conheça o JUIT Rimor. (Clique cá)

Ganhadora

Sorteio de obra: A obra “Semente Jurídica II(Alexa Cultural – 351p.), organizada por Eduardo Salgueiro Coelho e Ronny Max Machado, e com a coautoria de Leonardo Egawa, Lívia Gavioli Machado e outros, vai para Janayna Massi Attizani, de SP. (Clique cá)


Fomentadores

Clique cá para saber todos os Fomentadores do Migalhas


Migalhas também é cultura!

Monteiro Lobato | Joaquim Manuel de Macedo | Padre Antônio Vieira | Luís Roberto Barroso | Joaquim Nabuco | Paulo Bomfim | Lima Barreto | Olavo Bilac | Bernardo Guimarães | Camilo Forte Branco | Aluísio Azevedo | Bastos Tigre | Rui Barbosa | Machado de Assis | Euclides da Cunha | Eça de Queirós | José de Alencar

Clique cá e acesse mais títulos


Mural Migalhas

Sempre que se procura uma cidade no site Migalhas, procurando-se um correspondente jurídico, e não se encontra, o sistema nos avisa e, ah, nasce uma oportunidade. Ei-la inferior, atualizada diariamente: é o rol de cidades nas quais há emergente urgência de um profissional, mas não há, ainda, nenhum migalheiro cadastrado:

AL/Teotônio Vilela
BA/Utinga
MG/Baependi
MG/Carmópolis de Minas
MG/Jacutinga
MG/Santa Maria do Salto
SP/Florínia

Se você quer se candidatar para eventualmente atender quem procura, clique cá.


Migalhas Clipping

The New York Times – EUA
“Enough Vaccine For ‘Every Adult’ In May, Biden Says”

The Washington Post – EUA
“FBI chief stresses domestic threats”

Le Monde – França
“Guerre d’Algérie: Macron reconnaît un violação français”

Corriere Della Sera – Itália
“Scuole e movida, le nuove regole”

Le Figaro – França
“Sous la pression, l’exécutif veut accélérer la vaccination”

Clarín – Argentina
“Fernández impulsa una comisión bicameral para investigar a los jueces”

El País – Espanha
“Una mayoría de las autonomías apoya el cierre en Semana Santa”

Público – Portugal
“Número de casos de crianças e jovens com impaciência dispara nos hospitais”

Die Welt – Alemanha
“Lockdown bis 28. März geplant – neue Lockerungen ab Montag”

The Guardian – Inglaterra
“Sunak extends the safety net”

O Estado de S. Paulo – São Paulo
“País tem recorde de mortes e SP deve entrar em tempo vermelha”

Folha de S.Paulo – São Paulo
“No maior salto da pandemia, país perde 1.726 em 24 horas”

O Orbe – Rio de Janeiro
“CVM investigará operações suspeitas com ações da Petrobras”

Estado de Minas Gerais – Minas Gerais
“Colapso do Setentrião ao Sul”

Correio Braziliense – Brasília
“DF quer vacinar neste mês todos com 70 anos ou mais”

Zero Hora – Porto Feliz
“Saúde em colapso”

O Povo – Ceará
“Interceptações revelam relação de políticos com partido”

Jornal do Commercio – Pernambuco
“É urgente. Use máscara”

- Publicidade -

Compartilhe

Recent comments