“Me considero muito mais feirense”, diz advogado João Felipe

Feira de Santana é conhecida por abraçar aqueles que aqui chegam, seja para uma estadia temporária ou para moradia permanente. Há aqueles que chegam buscando uma nova chance de recomeçar ou ainda aqueles que desembarcam na Princesa do Sertão tão cedo que é como se aqui tivessem nascido. E esse último, é o caso do advogado João Felipe, que nasceu em Conceição do Coité-BA, mas chegou em Feira ainda criança acompanhando seus pais. 

“Eu vim pra cá com 11 anos de idade, ainda criança e vim com os meus pais. O meu pai trabalhava numa distribuidora de bebidas em Salvador Bahia até que ele foi transferido para filial em Feira de Santana e permaneceu morando sozinho aqui por um tempo. Ele passava a semana em Feira e aos finais de semana, geralmente quinta ou sexta-feira ele retornava para a Conceição do Coité. Até que a minha mãe que era professora do estado pelo REDA e esse REDA acabou e ela já não queria mais permanecer como professora, queria fazer um novo curso superior e surgiu a oportunidade de todos virmos morar em Feira de Santana e aqui eu continuaria os meus estudos, o meu irmão, que tinha um ano de idade na época, iniciaria os estudos dele aqui também. E nós viemos para cá e fomos muito bem recepcionados pela cidade e pelo povo feirense e nós de cara tivemos alguns amigos que nos recepcionaram e são nossos amigos até hoje e a recepção aqui não poderia ter sido melhor.”, recordou o advogado durante entrevista para o quadro ‘ Eu faço parte dessa história ‘, do Programa Levante a Voz, da Rádio Sociedade News FM. 

Foi aqui em Feira de Santana que João Felipe cresceu, e realizou o sonho de tornar-se advogado. E apesar de muito jovem já vê a sua carreira se consolidar na cidade. “Hoje eu sou advogado.  Entrei na faculdade de direito em 2014 e fiquei até 2018 quando conclui os estudos. Colei grau em 2019, passei no exame da OAB  Ordem  dos Advogados seção Bahia  para o nono período, e assim que passou a colação de grau, eu obtive já o registro na OAB e comecei a advogar desde então. Iniciei a minha atuação como a maioria dos advogados recém formados, atuando em várias áreas, porém chegou um momento em que foi necessário efetuar uma especialização e hoje a minha atuação é voltada para a área trabalhista,  hoje eu tenho clientes que são empresas e clientes empregados também, atuou na defesa de ambos os lados conforme o caso. Sou muito feliz com o trabalho que desempenho. Atualmente eu tenho um escritório físico, eu trabalho tanto no digital quanto no físico. O meu escritório fica localizado na avenida Transnordestina e hoje nós temos um espaço para atendimento dos clientes e eu sou muito feliz, muito grato por tudo que tenho conquistado.”, contou 

Muitos que aspiram dar passos altos na carreira acabam migrando para a capital, ou até mesmo decidem mudar de estado, mas o advogado garante que Feira de Santana é uma cidade que possibilita o crescimento, além disso João Felipe carrega consigo a convicção de que para se destacar no mercado basta dedicação em ser o melhor independente do local em esteja inserido.

“Bom quando a gente é jovem e inicia um curso superior, principalmente quando se trata do primeiro curso superior, existem profissionais aí que tem duas, três faculdades, mas quando a gente inicia o primeiro curso superior a gente tem várias aspirações e nós projetamos muitas coisas, e  pensamos em muitas coisas, em muitas estratégias. Tem uma frase que eu gosto muito que é o seguinte que o ‘Sol sempre nasce para todos, mas o mercado de trabalho ele sempre vai absorver os melhores’. Então por mais que hoje eu seja um jovem é profissional ainda iniciante na carreira, eu entendo que todos nós independente da cidade que você esteja – claro que Feira Santana possibilita muito isso – mas qualquer cidade que você se encontra sendo um jovem profissional algumas ações, se você buscar ser o melhor naquilo que você faz e você buscar se especializar no que você se propõe a fazer, você vai conseguir obter um sucesso, você vai conseguir realizar todos os sonhos que você almejou, que você planejou.”, destacou.

Durante a entrevista João Felipe destacou a sua gratidão ao município de Feira de Santana e seu carinho pela cidade que o acolheu.  “Eu agradeço primeiramente a Deus pela oportunidade um ser um cidadão feirense,  hoje já me considero muito mais feirense do que coiteense, afinal de contas são quase 17 anos morando em Feira de Santana, uma  parte da minha vida ela foi construída aqui em Feira de Santana, que é uma cidade com a qual eu sou muito grato, eu sou muito feliz por morar aqui. Agradeço a Feira também por toda recepção, parabenizo a cidade por mais um ano de emancipação e faço votos que Feira continuo sempre crescendo sendo essa cidade boa de se viver.”, concluiu.

 

 

Reportagem Jessica Campos