Mais R$ 4,5 milhões são liberados para pagamento a credores do Supermercado Gonçalves | Tudo Rondônia

Mais R$4,5 milhões estão liberados para pagamento dos credores do Supermercado Gonçalves. O crédito atende a uma lista remanescentes do primeiro pagamento, quando foram liberados aproximadamente R$ 14 milhões, atendendo a maior parte dos trabalhadores, cerca de 80% das pessoas.

“Com essa segunda listagem e os R$4,5 milhões agora liberados, vamos cobrir quase que a totalidade dos pagamentos pendentes. Agora falta muito pouco para sanar todos os débitos trabalhistas, o que é uma boa notícia para os trabalhadores”, afirma o advogado Rodrigo Totino, porta-voz da administração judicial da massa falida, do escritório Machiavelli, Bonfá e Totino (MBT) Advogados Associados.

Essa lista recentemente liberada se refere às pessoas que tiveram pendências sanadas sobre o valor e outras informações apresentadas na lista de credores. O dinheiro já está disponível na Caixa Econômica Federal e foi transferido diretamente para conta dos credores ou advogado.

Após essa segunda lista de pagamentos, estão pendentes a receber entre 150 e 200 pessoas. Com o intuito de agilizar o processo, o MBT já está trabalhando nessa terceira listagem.No total, são 6.200 credores que fazem parte do quadro geral.

Sobre o caso de falência do Supermercado Gonçalves

A primeira lista de credores começou a receber os créditos referentes ao processo de falência já em maio de 2022, quando foram liberados pela Justiça R$ 14 milhões, em uma etapa bastante célere e feita de acordo com os preceitos judiciais.

Agora, com essa nova etapa de pagamentos de R$ 4,5 milhões, quase todo o restante de credores foi pago. O que mostra muita agilidade do processo que, em menos de três anos, vai conseguir pagar praticamente todos os credores.

A história do Supermercado Gonçalves começou nos anos 1990, quando o empreendimento se tornou um dos maiores varejistas de Rondônia, consistindo em um grupo do ramo alimentício com 10 lojas supermercadistas espalhadas pelo estado, uma indústria de panificação, a Granopan, e uma casa empório.

Em 2016, alegando crise econômico-financeira, a empresa entrou com pedido de recuperação judicial, remediação que não foi bem sucedida. Em julho de 2019, a Justiça decretou a falência do grupo e o escritório Machiavelli, Bonfá e Totino (MBT) Advogados assumiu, em abril de 2020, efetivamente a administração judicial da massa falida.

Sobre a MBT Advogados Associados – Fundado em 1985 por um dos advogados pioneiros em Rondônia, Ivan Machiavelli, o escritório é especialista em casos relacionados ao direito do agronegócio, direito cooperativo e recuperação judicial e falência. Os três sócios, Ivan Machiavelli, Deolamara Bonfá e Rodrigo Totino, têm o apoio de uma banca de 12 advogados e assistentes jurídicos que são referência de profissionalismo em Ji-Paraná e Porto Velho (RO).