Maior navio de cruzeiro, equivalente a 5 Titanics, zarpa

Mais novo reforço à frota da Royal Caribbean, o Wonder of the Seas deixou a cidade de Fort Lauderdale, na Flórida (EUA), na última sexta-feira (4), para sua primeira viagem. Nesta primeira jornada de sete dias, o navio vai até o Caribe.

Não é qualquer veículo: trata-se do maior navio comercial do mundo pelo critério de arqueação bruta (volume), com 236.857 toneladas – arqueação bruta é o equivalente ao volume de um navio medido em peso da água. E o segundo maior navio existente hoje.

publicidade

Dá mais que 5 Titanics – o azarado transatlântico “inafundável” tinha 46.328 toneladas em AB. E também faz o Wonder, por esse critério, o maior navio “normal” do mundo, ponto, superando o transporte de contêineres Ever Ace, de 235.579 t, mas perdendo para o “anormal” Pioneering Spirit, um descomunal transporte e instalador de plataformas de petróleo com 403,342 t AB, e que pode ser medido em 477 m de comprimento contando seus guindastes. Ainda perde para o megapetroleiro Seawise Giant, com 260.851 t, que foi sucateado em 2010.

Royal Caribbean/Divulgação

Nesse espaço todo, há quase cidade flutuante com 16 pavimentos dedicados a hóspedes. O Wonder of the Seas mede 362 m de comprimento e 64 m de largura e tem um total de 18 decks — 16 deles para passageiros. Pode acomodar 6.988 pessoas e 2,3 mil tripulantes e acelerar a uma velocidade de 25 nós (o equivalente a 46 km/h).

De acordo com a Royal Caribbean, o Wonder of the Seas estava planejado para realizar sua estreia na China em 2021, mas a jornada foi adiada por causa da pandemia de Covid-19. “Os restaurantes foram renomeados e as placas em mandarim foram alteradas para o inglês”, explicou um porta-voz da empresa à publicação britânica Daily Mail.

Wonder of the Seas, maior navio do mundo
Royal Caribbean/Divulgação

Diversão sem limites

O centro de entretenimentos, por sua vez, possui uma miscelânea de atrações que incluem 19 piscinas, 20 restaurantes, uma pista de gelo, um cassino e uma área verde com 20 mil plantas e árvores. A bordo do transatlântico, também haverá mais de 100 artistas e técnicos comprometidos com a diversão da tripulação.

Entre as atrações mais bizarras, há coquetéis feitos por robôs no “Bionic Bar”, uma piscina de surfe com ondas de quatro metros de altura e duas paredes de escalada, além de um escorregador de 30 metros que vai do 16º deque para o 6º em 13 segundos.

O próximo passeio do Wonder of the Seas deve ser no verão do Hemisfério Norte (junho a setembro), tendo como destino cidades da parte latina da Europa, como Barcelona (Espanha) e Roma (Itália). O maior navio do mundo foi construído em Saint-Nazaire, nordeste da França. Ele custou um total de 1,2 bilhão de euros (o equivalente a R$ 6,7 bilhões).

Crédito da imagem principal: Royal Caribbean/Divulgação

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!