Jurista de Lula da Silva diz que Lava Jato ″corroeu o Estado de recta″ no Brasil

-

- Publicidade -

O jurisperito de resguardo do ex-Presidente brasílico Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zanin, afirmou esta quinta-feira que a operação anticorrupção Lava Jato “corroeu” o Estado de Recta, com reflexos “sérios” sobre a justiça, a economia e a soberania do país.

- Publicidade -

“É um grande escândalo para a justiça brasileira que precisa ser investigado. É hora de emendar os danos que Lava Jato fez à justiça brasileira e ao país porquê um todo, à soberania do Brasil”, frisou Zanin em entrevista à sucursal Efe.

Lula da Silva, líder do Partido dos Trabalhadores (PT, esquerda), de 75 anos, responde por duas condenações por depravação em seguida passar um ano e 7 meses detrás das grades, criminado de ter recebido um apartamento de luxo no litoral para proporcionar a construtora OAS em contratos com a Petrobras.

A resguardo do ex-presidente tem porquê foco a anulação das sentenças contra seu cliente no Supremo Tribunal Federalista (STF), mas o julgamento de um pedido de habeas corpus neste sentido ainda não foi retomado.

Neste processo está em desculpa a tese dos advogados de Lula da Silva que questionam a imparcialidade do ex-juiz Sergio Moro, que proferiu a sentença no caso do apartamento de luxo.

Entre as evidências, os advogados destacam o facto de que, em seguida a pena de Lula da Silva, Moro passou a fazer segmento do Governo do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, tornando-se ministro da Justiça, função ao qual já renunciou.

- Publicidade -

Compartilhe

Recent comments