José Dumont contrata advogado do caso Daniella Perez para se livrar da prisão · Notícias da TV

Preso desde a semana passada acusado de armazenar conteúdo de pornografia infantil e de ter relações com uma criança de 12 anos, José Dumont contratou o escritório do advogado Arthur Lavigne, um dos mais caros e renomados do Brasil. Ele é mais conhecido do grande público por ter atuado no caso Daniella Perez (1970-1992), do qual foi advogado de acusação. 

Gloria Perez contratou Lavigne para ajudar a promotoria na condenação de Guilherme de Pádua e Paula Thomaz pela morte de sua filha. Ficou provado que o casal armou o assassinato da atriz, que participava da novela De Corpo e Alma (1992). O advogado auxiliou a autora na busca de provas que sustentam a versão oficial do crime, defendida pela família. 

Até os dias de hoje Arthur Lavigne é condecorado pela escritora por causa do trabalho na defesa da honra de Daniella e pelo seu desempenho no julgamento de Guilherme e de sua então esposa, Paula. Em 2017, por exemplo, o criminalista foi citado com carinho por um personagem em uma cena da novela A Força do Querer, escrita por ela. 

Além de ser conhecido por seu trabalho no Direito, Arthur Lavigne é pai de Paula Lavigne, produtora cultural e empresária que é casada com o cantor Caetano Veloso desde 1986. 

Arthur Lavigne não cuida diretamente do caso de José Dumont, e sim de um corpo de advogados que fazem parte do seu escritório. Segundo apurou o Notícias da TV, Dumont já era cliente e resolvia outros assuntos jurídicos com a empresa, mas nada relacionado ao caso que resultou em sua prisão. Os advogados foram acionados assim que a polícia executou o mandado de busca e apreensão na casa do ator de 72 anos no último dia 15.

Por enquanto, a defesa de José Dumont e a Arthur Lavigne Advogados Associados têm optado por falar apenas nos autos do processo. O Notícias da TV procurou a defesa na última quinta (22), mas os advogados não quiseram se pronunciar.

Os advogados de José Dumont tiveram um pedido de habeas corpus negado pela Justiça. Houve recurso, que será julgado na 3ª Câmara Criminal do Rio de Janeiro em breve, já que tem caráter de urgência. A defesa pede revogação da prisão provisória ou que ele possa responder em liberdade mediante pagamento de fiança de R$ 40 mil. 

A prisão de José Dumont

José Dumont foi preso sob a suspeita de ter cometido estupro de vulnerável e pedofilia. A prisão ocorreu em uma ação da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima.

O artista é investigado por ter supostamente mantido um relacionamento com um fã de 12 anos, ao qual teria oferecido ajuda financeira. A partir desse envolvimento, ele teria iniciado uma troca de beijos e carícias íntimas com o adolescente.

A aproximação teria sido registrada por câmeras de segurança. As imagens foram usadas como base para a abertura da investigação policial. Assim, os oficiais cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa de Dumont.

De acordo com a polícia, durante a operação foram encontradas imagens e vídeos de sexo envolvendo crianças, o que motivou a prisão em flagrante de Dumont. Por causa da prisão, ele foi demitido da Globo, na qual faria a novela Todas as Flores, que estreia em outubro no Globoplay.