Johnny Depp teria tentado apresentar fotos nuas de Amber Heard como evidência

Foram divulgados documentos com evidências levantadas por Johnny Depp e Amber Heard não aceitos pelo tribunal – como uso de fotos nuas de Amber Heard

O processo de difamação de Johnny Depp contra sua ex-esposa, Amber Heard, pode ter chegado ao fim, mas ainda há chocantes alegações e acusações que os ex-amantes fizeram um contra o outro, que não chegaram ao julgamento. Agora, 935 páginas de documentos, verificados pelo site New York Post, mostram muitas informações e detalhes que ambos os lados tentaram apresentar como provas que não foram aprovadas ou foram consideradas inadmissíveis pelo juiz.

O material revela que a equipe de Johnny Depp tentou apresentar fotos nuas de Heard como evidência, enquanto a equipe de Amber Heard tentou sugerir que o ator estava tomando medicação para disfunção erétil – e que havia textos supostamente condenatórios que não podiam ser enviados para o julgamento.

De acordo com os documentos copiosos, a equipe de Heard alega que havia metadados inconsistentes nas inúmeras fotografias e gravações enviadas pelos advogados de Depp sobre os ferimentos que ele alegou ter sofrido – e o abuso verbal apresentado como prova.

Eles alegam que as evidências de vídeo, áudio e fotografia enviadas pela equipe de Depp podem ter sido manipuladas. A equipe da atriz chegou a contratar um perito forense que testemunhou ter examinado os metadados e descoberto “anomalias que põem em causa a autenticidade dos documentos multimédia“. Seu testemunho acabou não sendo permitido em evidência no julgamento.

Acusações de Johnny Depp contra Amber Heard 

Já a equipe de Depp também argumentou contra os esforços feitos pelos advogados de Heard para apresentar partes de seus registros médicos como prova. Documentos arquivados pelos advogados do astro alegaram que Heard “quer um circo e claramente pretende levar este julgamento a uma série de buracos de coelho desnecessariamente lascivos, incluindo e especialmente em relação ao histórico médico de Depp“.

De acordo com os documentos, Heard apresentou uma lista de medicamentos como evidência que incluía “Nexium, Cialis e Valtrex”, e os advogados de Depp afirmam que Heard alegou que Depp sofria de “disfunção erétil” e que ela “sugeriu que isso poderia de alguma forma ser uma motivação para abuso.” No entanto, os advogados de Depp afirmam que Heard estava apenas tentando apresentar essa evidência para constrangê-lo no tribunal.

Acusações de Amber Heard contra Johnny Depp

Enquanto isso, documentos apresentados pelos advogados de Heard afirmam que Depp tentou apresentar fotos nuas da atriz como evidência.

Senhor Depp inapropriadamente procura apresentar evidências dos seguintes assuntos pessoais irrelevantes“, declararam os advogados de Heard em uma moção, listando “fotos nuas de Amber Heard” e “a breve passagem de Amber como dançarina anos antes de conhecer Depp” como exemplos. Eles também alegaram que Depp estava “tentando sugerir ou insinuar de maneira frívola e maliciosa que a Sra. Heard já foi uma acompanhante de luxo“.

Em meio a textos ainda mais vulgares e ameaçadores que não foram permitidos em evidência – ao contrário dos muitos textos chocantes que Depp enviou às pessoas sobre Heard que foram admitidos – os advogados do ator ainda tentaram especificamente excluir trocas de texto entre ele e Marilyn Mason, argumentando que eles possivelmente “manchariam o Sr. Depp sob uma teoria de culpado por associação” – devido às múltiplas controvérsias e alegações em torno de Manson.


HFTV NAS REDES SOCIAIS

YOUTUBE | TIKTOK | INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | PODCAST | NEWSLETTER