Ifix acompanha mercado e fecha com ganhos de 0,17%; FII RECT11 é destaque de alta

O IFIX – índice que reúne os fundos imobiliários mais negociados na B3 – fechou a sessão desta quarta-feira (06) com alta de 0,17%, aos 2.788 pontos. O fundo REC Renda Imobiliária (RECT11) liderou a lista das maiores altas do pregão, com elevação de 1,52%. Confira os demais destaques de hoje ao longo do Central de FIIs.

O patrimônio líquido dos fundos imobiliários subiu pelo quarto mês consecutivo e alcançou R$ 189 bilhões em maio, maior valor da história de acordo com o último boletim mensal da B3, divulgado nesta terça-feira (5).

Segundo o relatório, o número registrado no quinto mês de 2022 superou o pico histórico de R$ 179 bilhões registrado em abril.

Ainda de acordo com o boletim mensal da Bolsa, o valor de mercado dos fundos imobiliários entre abril e maio se manteve em R$ 143 bilhões.

No mês passado, o mercado de FIIs ganhou 38.504 novos investidores pessoas físicas. Agora, de acordo com o boletim da B3, 1,712 milhão de brasileiros investem em fundos imobiliários.

Nos últimos dois meses, a participação dos CPFs na base de investidores de fundos imobiliários se manteve em 73,8%. Os investidores institucionais aparecem na sequência, com 19,9%. Em relação ao volume negociado, a participação das pessoas físicas também se manteve em 67,5%, em maio.

Entre maio e junho, o volume médio diário de negociação dos FIIs em 2022 caiu de R$ 242 milhões para R$ 237 milhões. No ano passado, a média foi de R$ 269 milhões, o maior da história na comparação anual.

O estudo da Bolsa também comparou o desempenho do Ifix com indicadores importantes do mercado de ações. Nos últimos 12 meses, encerrados em junho, o Ifix registrou alta de 1,5%, contra queda de 22,3% do Ibovespa. No mês passado, o índice dos FIIs caiu 0,9%, enquanto o Ibovespa despencou 11,5% no período.

Índice Desempenho em junho (%) Desempenho em 12 meses (%) Desempenho em 2022 (%)
IBOV -11,5 -22,3 -5,2
IFIX -0,9 1,5 0,2
IMOB -12,1 -37,1 -10,1

Fonte: B3

Descubra o passo a passo para viver de renda com FIIs e receber seu primeiro aluguel na conta nas próximas semanas, sem precisar ter um imóvel, em uma aula gratuita.

Maiores altas desta quarta-feira (6)

Ticker Nome Setor Variação (%)
RECT11 REC Renda Imobiliária Híbrido 1,52
PORD11 Polo Recebiveis Títulos e Val. Mob. 1,46
VINO11 Vinci Offices Lajes Corporativas 1,31
BRCO11 BRESCO Logística Logística 1,27
RCRB11 Rio Bravo Renda Corporativa Lajes Corporativas 1,19

Maiores baixas desta quarta-feira (6):

Ticker Nome Setor Variação (%)
BPFF11 Brasil Plural Absoluto Títulos e Val. Mob. -2,02
BTLG11 BTG Pactual Logística Logística -1,73
RBRF11 RBR Alpha Títulos e Val. Mob. -1,29
XPPR11 XP Properties Outros -1,01
RBRP11 RBR Properties Outros -0,86

Fonte: B3

Giro Imobiliário: inflação no Brasil entre as maiores do G-20; crescem as vendas dos shoppings da Multiplan

Brasil tem a quarta maior inflação entre países do G-20, aponta OCDE

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou um relatório, nesta terça-feira, 5, que mostra que a inflação anual do Brasil no mês de maio figura entre as maiores do mundo, superando a média de organismos internacionais, como a própria OCDE e o G-7 e G-20.

Embora tenha desacelerado de 1,06%, em abril, para 0,47% em maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), métrica oficial da inflação brasileira, acumula 11,7% em 12 meses, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A inflação dos 38 países-membros da OCDE, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), subiu para 9,6% em maio deste ano, ante 9,2% no mês anterior. “Isso representa o aumento de preços mais acentuado desde agosto de 1988”, diz o relatório.

Ainda segundo o documento, a alta da inflação da OCDE foi impulsionada em grande parte pelos preços de alimentos e energia.

vendas dos shoppings da Multiplan (MULT3) crescem 64,5% no 2º trimestre

Após o fechamento do mercado, a Multiplan (MULT3) apresentou dados operacionais referentes ao segundo trimestre de 2022 e informou crescimento de 64,5% nas vendas dos shoppings administrados pela companhia, na comparação com o mesmo período do ano passado. O volume, que atingiu R$ 4,9 bilhões, também é 28,8% maior que o do segundo trimestre de 2019, ano anterior ao início da pandemia.

Segundo a Multiplan, 13 shoppings apresentaram crescimento de dois dígitos comparado ao 2T19, o que representou um aumento de quase R$ 1 bilhão no volume de vendas dessas unidades. Destaque para o VillageMall, com aumento de 59% entre os períodos. O Parkshopping Canoas atingiu vendas de R$ 173,6 milhões, alta de 45,3% em relação ao 2T19. E o MorumbiShopping, com aumento de 40,8%.

A taxa de ocupação média dos shoppings do Multiplan registrou um crescimento de 30 pontos base em relação ao primeiro trimestre deste ano, subindo para 95,1% no período.

Para o Credit Suisse, a prévia operacional da administradora foi forte, conforme o esperado. “A Multiplan tem sido capaz de sustentar sua expansão de aluguéis, apoiada por fortes números de vendas. A prévia operacional indica um resultado positivo pela frente”, escreveram os analistas do banco.

Descubra o passo a passo para viver de renda com FIIs e receber seu primeiro aluguel na conta nas próximas semanas, sem precisar ter um imóvel, em uma aula gratuita.