Encontro com advogadas discute importância do Quinto Constitucional

Durante encontro com advogadas da capital e também do interior de Alagoas, o advogado e professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Fernando Maciel, que concorre ao pleito do Quinto Constitucional da OAB/AL, para o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Alagoas, discutiu propostas direcionadas à categoria.

Fernando Maciel aproveitou a ocasião para apresentar suas propostas às advogadas, bem como sugerir indicações de pautas que também possam constar em sua plataforma de campanha na eleição do Quinto Constitucional.
“É muito importante para cada um de nós esse momento, por ser considerado oportunidade para discussão de ideias, já que as advogadas fazem parte de um grupo pensante e que as sugestões serão imprescindíveis para nortear nossa caminhada”, ressaltou o advogado Fernando Maciel.

Segundo ele, o projeto para o Quinto Constitucional não é pessoal exclusivamente, é um projeto coletivo de advogadas e advogados de Alagoas que acreditam que seu nome reúne qualificações e o perfil necessários para assumir o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Alagoas.

E como propostas de gestão, Fernando Maciel apresentou algumas delas, como a defesa incansável das prerrogativas de todos os advogados e ainda propor ao Pleno do TJ/AL, a criação de uma Ouvidoria e Corregedoria Regional em Alagoas (Sertão, Agreste, Zona da Mata, Litoral Norte, Litoral Sul e Baixo São Francisco e Vale do Paraiba), entre outras.

Fernando Maciel ressaltou ainda que o cargo de Desembargador do Quinto Constitucional é classista, que representa advogadas e advogados, e suas discussões são para benefícios da categoria.

“Entre nossas proposições ao Pleno do TJ/AL estão uma sala de acolhimento às famílias, para mulheres lactantes, vaga de estacionamento para gestantes, para citar como exemplos”, assegurou Fernando Maciel.