Dez dicas para um bom atendimento online com um jurista

Priscila Arraes Reino, advogada técnico em recta previdenciário e recta trabalhista, primeira secretária da Percentagem da Advocacia Trabalhista da OAB/MS – (Foto: Divulgação)

Existe uma frase bastante conhecida no mundo jurídico de que a tomada de decisões no tempo claro é importante para evitar a perda de um recta:  “O recta não socorre aos que dormem”.

Ninguém deve se manter desinformado, sob pena de perder o prazo para reclamar  na Justiça.

Hoje em dia é difícil encontrar alguém que não socorra seus direitos sem recorrer a internet. “Dar um Google” é o primeiro passo para uma pesquisa sobre qualquer tópico.

Na superfície da advocacia não é dissemelhante. Na semana passada a Ordem dos Advogados do Brasil sinalizou aos advogados que é provável impulsionar teor jurídico em redes sociais, uma vez que Facebook e Instagram. Tudo leva crer que esse debate deve se intensificar para seguir a velocidade dos fatos e a adaptação das pessoas a um “novo mundo” com a pandemia da Covid-19.

Com o progresso da tecnologia, vários setores profissionais aceleraram o processo de modernização do serviço e atendimento para o conforto e manutenção dessa relação com o cliente.

O atendimento online tem sido cada vez mais uma tendência segura para a saúde da população nesse momento. Também é uma instrumento mais confortável para quem tem uma rotina recheada de compromissos.

Pensando nisso, trazemos nesse item, 10 dicas para um melhor atendimento on-line:

1. Descubra se você realmente precisa consultar um jurista on-line
Faça uma avaliação para concluir se de roupa é preciso consultar um jurista, e essa constatação pode ser feita através de pesquisas prévias sobre o tópico específico. Quanto mais informado sobre o tópico, melhor sua compreensão sobre a problemática e consequentemente a epílogo se realmente você precisa do jurista.

2. Faça uma pesquisa sobre a especialidade do jurista
É importante também, depois de constatar a premência de consultar um jurista online, se a especialidade dele está em sintonia com a superfície que você pretende ser atendido.

Dê uma conferida se o jurista trabalha com a questão que você quer resolver, seja ela trabalhista, previdenciária, da família, criminal etc. Podemos até confrontar, nesse caso, a advocacia com a medicina, problemas de pele quem trata é o dermatologista, do coração, cardiologista e assim por diante. A especialidade é garantia de conhecimento na superfície.

3. Procure um profissional com experiência
Outro ponto de atenção é quanto a experiência do jurista.

Pode suceder de qualquer profissional com um currículo de dar inveja, recheado de especializações, seja alguma indicação ou chegue naturalmente até você. Todos esses requisitos são muito importantes, porém, devem andejar em sintonia com as experiências práticas, para criar um profissional completo e repleto de vivências importantes na vida jurídica.

Todo mundo precisa debutar em qualquer ponto e, mesmo que a pessoa não tenha processos feitos por ela, pode ter trabalhado na superfície, ter estagiado na estação da faculdade, experiência vem de diversas formas.

4. Esteja com um jurista atualizado com as tecnologias
Uma vez que o propósito do tema são as dicas para um atendimento com um jurista online, o mínimo necessário é que ele tenha uma vez que atender seus clientes por meio da internet e seus recursos tecnológicos.

Cheque se esse profissional é ativo nas plataformas, uma vez que site ou blog; se tem publicações ativas de artigos na web; se é referência no tópico em entrevistas na mídia (TV, rádio, internet ou impresso); se produz teor em vídeo ou podcasts, por exemplo.

5. Analise se o profissional presta um bom serviço
Confira as avaliações em torno desse jurista. Vale a pena dar uma analisada no feedback dos clientes e pessoas que já tiveram contato com ele.

Fique de olho nos comentários públicos nas redes sociais, pois podem expor muito sobre possíveis reações positivas ou negativas.

6. Apure uma vez que é a forma de atendimento
O jurista deve pensar na melhor forma de atender todos os tipos possíveis de cliente, pensando sempre no seu público, principalmente na internet.

É importante apresentar um método e planejamento adequado para um atendimento fluido, tal uma vez que um atendimento inicial eficiente e uma separação de etapas para o universal não virar uma bagunça, e consequentemente deixar o cliente confuso.

7. Prepare-se previamente para essa consulta on-line
Faça uma preparação antes do atendimento. Veja se ele solicita alguma coisa, una os principais documentos e informações para o momento da consulta ser aproveitado da melhor forma provável.

Anote as perguntas e os tópicos essenciais, para não possuir o esquecimento e compunção por uma provável oportunidade perdida.

Caso não consiga alguma informação a tempo, informe seu jurista, para checar se aquilo pode ser importante para o momento do atendimento.

8. Organize o seu envolvente de consulta
Prepare ou selecione um espaço confortável da sua lar, para você se sentir à vontade, sem fragor, interferências e nem distrações das demais atividades ou pessoas.

Faça um teste dos acessórios. Cheque o fone de ouvido, câmera do seu celular ou computador, a bateria do seu telefone e do computador, caso use sem vontade. Ou seja, prepare tudo com antecedência para não possuir imprevisto.

9. A transparência no atendimento
É importante possuir a transparência de ambas as partes. Você deve ser transparente e falar toda a verdade ao jurista que, em contrapartida, deve ser muito simples diante das possibilidades e depoimentos apresentados.

Estranhe se o jurista exagera e promete muitos resultados positivos desde o início.

10. Deixe simples seus objetivos
Suas expectativas devem ser expressadas claramente, mostrando o que pode ser o melhor cenário para você, pois assim o jurista terá o explicação e conduzirá a procura desse objetivo da melhor forma provável

Dica extra

Verifique sempre se o profissional que você está escolhendo é realmente um jurista formado em Recta e autenticado na Ordem dos Advogados do Brasil. No Cadastro Vernáculo dos Advogados você pode colocar o nome desse profissional, conferir se a situação dele é regular no CNA e até mesmo checar se a foto que está registrada bate com a postada em redes sociais. O Portal da CNA registra somente os inscritos recadastrados” mas você pode fazer uma procura na OAB da sua cidade ou Estado.

Não procure vários advogados ao mesmo tempo, pois isso gera confusão de todas as partes. Depois de checar todas essas 10 dicas que sugerimos, passe a incumbir no seu jurista para desenvolver uma relação profissional deleitável.

Não fique retraído e nem tímido, passe sempre um feedback do atendimento para o próprio jurista, pois caso não entenda alguma coisa ou imagine que falte determinado ponto no atendimento, pergunte. Não desconecte com dúvidas.

Acompanhe outras notícias sobre seus direitos também no Meio do Recta Trabalhista e Previdenciário.

*Priscila Arraes Reino, advogada técnico em recta previdenciário e recta trabalhista, primeira secretária da Percentagem da Advocacia Trabalhista da OAB/MS. Palestrante e sócia do escritório Arraes e Centeno Advocacia. Visite nosso site: arraesecenteno.com.br/