Confira o modelo e quanto custa o carro elétrico mais barato do Brasil

A Caoa Chery, empresa chinesa do ramo de automobilismo, está trabalhando a fim de trazer os primeiros carros elétricos a circular em solo brasileiro. Entre eles, o que promete ser o carro elétrico mais barato do Brasil, que é o modelo Chery EQ1, um veículo subcompacto com proposta urbana.

Leia mais: BMW: Saiba mais sobre o modelo de carro que muda de cor em segundos

A Chery lançou o Tiggo 7 Pro no país em meados de dezembro do ano passado. Na ocasião, o CEO da empresa, Marcio Alfonso, informou que sairiam mais duas novidades por aqui em 2022, entre eles o Chery EQ1.

Principais características do Chery EQ1

O modelo é produzido e comercializado na China. Tem duas portas, capacidade para até quatro pessoas e é chamado de “litte ant” (formiguinha, em inglês). Pesa 1.005 kg, mede 3,2 m de comprimento, 1,679 m de largura, 1,59 m de altura e tem 2,15 m de distância entre-eixos.

O Chery EQ1 conta com um trem de força composto por um motor elétrico de 55 kWh (75 cv), cuja potência é de 15 kgfm de torque máximo. Em relação à velocidade do veículo, é de no máximo 120 km/h e a autonomia é de até 402 km, com carga pelo ciclo NEDC. São necessários apenas 30 minutos para recarregar de 0 a 80% da bateria.

O interior possui um volante multifuncional, e também conta com uma tela grande, de 10 polegadas, na posição vertical. Quanto às formas de conectividade, pode ser conectado a smartphones, possui entrada USB, chave remota, atende a comandos de voz e inteligência artificial. Além disso, o ar condicionado tem filtro de ar PM2.5.

Valores

Os preços do Chery EQ1 devem ficar em torno de R$ 120 mil a R$ 150 mil. Desse modo, o veículo deve brigar com o JAC e-JS1, modelo que é o carro elétrico mais barato à venda no Brasil atualmente, no valor de R$ 159.900.

Por outro lado, há um segundo lançamento previsto para 2022 que deve ser páreo para o veículo da Chery. Trata-se do Renault Kwid elétrico, também importado da China. O lançamento já foi confirmado pela fabricante, portanto, a disputa vai ser boa.

Gostou desse conteúdo? Fique por dentro de mais novidades como essa aqui no Escola Educação!