Câmara concede comenda Pontes de Miranda ao advogado Napoleão Ferreira Júnior

A Câmara Municipal de Maceió homenageou o advogado Napoleão Ferreira Júnior com a comenda Pontes de Miranda. A proposição feita pelo vereador Brivaldo Marques (PSC) foi entregue na manhã de sexta-feira (18). Ex-militar, o homenageado atuou no policiamento ostensivo da capital antes de ingressar na carreira jurídica. Atualmente é procurador da Associação dos Oficiais de Alagoas (Assomal). Ao lado de familiares amigos e de representantes da PM ele agradeceu o reconhecimento e a oportunidade de contar um pouco de sua história.

“Tinha uma meta e o tempo era curto. Por isso, começava a estudar dentro da viatura. Dentro das grotas de Maceió trabalhava e sentia que tinha que estudar mais. Chegou um momento que os colegas de polícia me procuravam para tirar dúvidas sobre promoções e outros processos. Então tomei gosto e desisti do projeto de fazer concurso para delegado. Quando saia da unidade ia para o cursinho para continuar estudando. Chegava às vezes com farda. Ficava em pé para não dormir depois do plantão. Passei na primeira fase e continuei estudando. Só tinha, às vezes, uma hora para estudar na folga e era comum fazer isso dentro da viatura”, disse Napoleão.

O advogado Carlos Gouveia destacou em seu pronunciamento o compromisso de Napoleão com o direito e o quanto o seu esforço é uma referência para justificar sua trajetória. Para ele momentos assim, em que se pára e se reverencia uma pessoa por conta de sua história valem a pena e precisam existir na sociedade como forma de enaltecer quem contribui com o seu crescimento.

“No último dia do ano passado estava com Napoleão para defendê-lo porque queriam calá-lo. E, naquela defesa, exauríamos todo o sentimento de responsabilidade de sua atribuição. E foi absolvido o que trouxe um sentimento de realização para mim e para ele. Depois de tudo, chorávamos porque tínhamos visto que a advocacia só se faz com o sentimento de seriedade e determinação. Quando essa honraria chega ao Napoleão reflete todos os advogados porque é para uma pessoa que veio com um sonho, numa projeção e que só galga vitórias porque fez escolhas certas. Ele não teria êxito se não tivesse um ambiente familiar de paz, equilíbrio e tranquilidade”, enfatizou Cacá.

O coronel Marcos Sampaio atual diretor de ensino da PM destacou a satisfação de poder prestigiar o reconhecimento do advogado. Para ele, diante dos compromissos que Napoleão tem pela advocacia e, ainda, pela corporação é algo a ser destacado, pois mesmo fora das atividades militares nunca se refuta a ajudar sempre que necessário.

“O agradecimento vem da corporação. Tenho certeza que todos se sentem homenageados pela comenda que o senhor está recebendo. O senhor foi policial de rua e sabe o que é ser isso na essência. Nunca esqueceu os companheiros de farda e agora, mais ainda, como advogado da Associação dos Oficiais. Não é fácil ser militar, principalmente nos dias de hoje, e o doutor Napoleão tem se empenhado em defender a causa dos policiais. Por isso, refuto que esse reconhecimento é justo para uma pessoa que se dedica pelo que faz”, disse Sampaio.

Segundo o vereador Brivaldo, sua primeira comenda proposta na casa, precisaria ser para uma pessoa com uma história que possa servir de referência para a sociedade. Então, indicou-a para um advogado que depois de ter atuado como militar, no momento, defende os companheiros de farda com seu conhecimento jurídico.

“Você é uma pessoa idônea e que preza pelo que faz. Largou a carreira por um propósito que é defender a polícia militar e os militares, como especialista em direito militar. Sabemos que ser militar hoje é difícil por conta da mídia e pessoas insensatas que não reconhecem o trabalho da segurança pública. E o senhor compreende que é necessário representar esses guerreiros e muitas vezes heróis da vida dos cidadãos”, destacou Brivaldo. Câmara concede comenda Pontes de Miranda ao advogado Napoleão Ferreira Júnior