Aqui Acontece – Advogados escolhem lista sêxtupla para ocupar vaga de desembargador; confira o resultado

09 Julho 2022 – 13:52

A Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) encerrou neste sábado, 9, a contagem dos votos para a eleição dos seis nomes que irão compor a lista sêxtupla da qual sairá o novo desembargador do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL). A votação, por parte da advocacia alagoana aconteceu durante todo o dia de ontem, sexta-feira (8), na capital e no interior. Os escolhidos foram: Fábio Ferrario, Daniel Brabo, Lavínia Cavalcanti, Eduardo Lopes, Claudia Lany e Alberto Maya.

Os próximos passos agora será a escolha da lista tríplice por parte TJ/AL. Em seguida, os três nomes escolhidos pelos desembargadores serão encaminhados para o governador de Alagoas que caberá definir o novo desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas.

O resultado final apontou o seguinte:

1º Fábio Ferrario 1.759 votos
2º Daniel Brabo 1.432 votos
3º Lavínia Cavalcanti 1.348 votos
4º Eduardo Lopes 1.346 votos
5º Claudia Lany 1.044 votos
6º Alberto Maya 960 votos

Outros candidatos votados:

7º Antônio Carlos Gouveia 954 votos
8º Roberto Mendes 890 votos
9º Othoniel Pinheiro 817 votos
10º Thiago Pinheiro 658 votos
11º Eliseu Soares 644 votos
12º Rosemary Francino 616 votos
13º Fernando Maciel 583 votos
14º Cristiano Barbosa 541 votos
15º Thiago Maia 413 votos
16º Denarcy Souza 389 votos
17º Flávio Rebelo 298 votos
18º Ricardo Malta 218 votos
19º João Uchoa 147 votos
20º Onaldo Baltrão Tavares 123 votos
21º Tales Azevedo 116 votos
22º Rivaldo Melo 74 votos

Votos nulos: 49
Votos em branco: 3

A apuração dos votos contou com a presença de integrantes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e de fiscais dos candidatos inscritos. O presidente da Comissão Especial do Quinto Constitucional foi o advogado Eduardo Marinho que ressaltou a tranquilidade do pleito e desejou boa sorte aos candidatos escolhidos pela advocacia alagoana. “Tivemos uma eleição tranquila tanto em Maceió quanto no interior. Os candidatos e candidatas mantiveram o espírito democrático do Quinto Constitucional. Desejo boa sorte a todos e todas que compõem a lista sêxtupla que será encaminhada ao TJ/AL”, destacou.

Quinto Constitucional

Grandes nomes que hoje são referência na Justiça do país conquistaram espaço na magistratura por meio do Quinto Constitucional. É o caso do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, que ressalta a importância de diversificar e oxigenar os tribunais, levando pessoas com experiências e sensibilidades diferentes.

“O Quinto constitucional tem o objetivo de diversificar e oxigenar os tribunais, na medida em que traz julgadores com outras experiências e sensibilidades para a melhor administração da Justiça em favor de todos. Por isso que sempre repito: sem os advogados, não é possível que o Poder Judiciário realize a sua efetiva função social”, pontua Humberto Martins.

O desembargador Tutmés Airan alcançou a magistratura após escolha democrática da advocacia. “Eu só pude estar no Tribunal de Justiça graças ao teste ao qual me submeti de escolha livre e democrática dos advogados. Eles foram convocados, escutaram minhas ideias e me trouxeram para cá. Manter esse método de escolha é absolutamente saudável, pois vai compor a lista sêxtupla aqueles que foram escolhidos pelos advogados”, destaca.

Airan acrescenta que, predominantemente, os tribunais são formados por desembargadores que advém da carreira de juiz e que os juízes têm um modo muito peculiar de ver a realidade e tendem a reproduzi-la nos tribunais. “Os julgamentos são sempre resultado de interpretações possíveis. O juiz cria a norma que vai se aplicar aos casos concretos. E nada melhor que uma perspectiva nova. Um olhar de advogado, acostumado a ver o mundo com outros olhos, sob perspectivas diferentes, para que as decisões possam ser mais equilibradas”, conclui.

por Redação com informação da OAB/AL