Amber Heard recorre e pede para que julgamento com Johnny Depp seja anulado – Monet

Amber Heard e Johnny Depp em julgamento no tribunal de Fairfax, na Virgínia (Foto: reprodução )

A atriz Amber Heard recorreu na Justiça dos Estados Unidos e pediu que seja anulada sua derrota no julgamento contra o ex-marido, o ator Johnny Depp. Segundo o jornal britânico Daily Mail, os representantes legais da celebridade de 36 anos apresentaram às autoridades norte-americanas um documento de 43 anos alegando falta de evidências nos relatos de Depp e a presença ilegal de um dos membros do júri.

Condenada a pagar US$ 10,35 milhões por difamação em suas alegações de violência doméstica contra o ex-marido, Heard e seus advogados dizem que Depp “procedeu apenas em uma difamação por teoria de implicação, abandonando quaisquer alegações de que a as declarações da Sra. Heard eram realmente falsas”.

Johnny Depp e Amber Heard (Foto: Getty Images)

Johnny Depp e Amber Heard (Foto: Getty Images)

O documento também questiona uma suposta irregularidade entre os jurados do processo. Chamado de “jurado 15”, o indivíduo tem sua data de nascimento em documentos registrada como 1945, mas os advogados alegam que ele seria mais novo. O texto diz: “Ele obviamente nasceu após 1945. Informações públicas mostram que ele teria nascido em 1970”.

O advogado de Depp, Ben Chew, respondeu à ação dos representantes de Heard dizendo: “Era esperado, apenas mais longo, sem fundamentos”.

Amber Heard como a personagem Mera em Aquaman (2018) (Foto: reprodução )

Amber Heard como a personagem Mera em Aquaman (2018) (Foto: reprodução )

Johnny Depp x Amber Heard: entenda o caso

Casados entre 2015 e 2017, Johnny Depp e Amber Heard se processaram mutualmente por difamação. Eles trocaram no tribunal denúncias de agressão física e abuso psicológico.

Johnny Depp como Jack Sparrow na franquia Piratas do Caribe (Foto: Divulgação)

Johnny Depp como Jack Sparrow na franquia Piratas do Caribe (Foto: Divulgação)

Enquanto o ator de ‘Piratas do Caribe’ venceu nas três acusações que havia feito contra Heard, a atriz apenas ganhou por uma das suas denúncias contra o ator: a de que ela havia sido difamada quando um dos advogados do ex-marido disse que ela orquestrou uma visita da polícia à mansão que ela dividia com o ex. O representante legal de Depp havia dito que o incidente foi uma “farsa”.

Com a decisão do júri, Johnny Depp foi ordenado a pagar US$ 2 milhões em indenização a Amber Heard, enquanto a atriz deveria pagar US$ 15 milhões ao ex. No entanto, essa taxa foi reduzida a US$ 10,35 milhões devido a uma lei do estado da Virgínia que coloca um teto sobre valores de medidas punitivas.

Amber Heard durante o anúncio da decisão do júri em seu processo de difamação contra Johnny Depp (Foto: reprodução)

Amber Heard durante o anúncio da decisão do júri em seu processo de difamação contra Johnny Depp (Foto: reprodução)